domingo, 30 de dezembro de 2007

Pesquisa com Células-Tronco

Ontem fui visitar o Antônio, meu amigo querido, que está com ELA - Esclerose Lateral Amiotrófica. Esta é uma doença degenerativa do neurônio motor, uma patologia rara que leva a degeneração progressiva da musculatura trazendo atrofia muscular e da atividade respiratória. As pesquisas com utilização de células-tronco embrionárias são a esperança para pacientes e familiares para a melhoria da qualidade de vida dos portadores deste mal.


Espero que as pesquisas com as células-tronco, avancem. As células-tronco possuem a capacidade de se transformar em qualquer tipo de tecido, como nervos, ossos, músculos, etc. Graças a esta capacidade, elas podem vir a ajudar na cura de diversas doenças que não podem ser tratadas de forma conveniente por outro método. São uma grande esperança para vítimas de doenças neurodegenerativas, acidentes vasculares cerebrais, traumas na medula espinhal e outras. O médico dele tem muita esperança e ele também. Nós todos que gostamos do Antônio torceremos para que neste ano novo, com a nova medicação, a doença, pelo menos, não evolua. Ele acabou de escrever um lindo livro de poesias e pediu para alguns designers ilustrá-lo.

Abaixo um texto da Dra Sandra Quintanilha Martins - médica fisiatra - sobre a importância das pesquisas com as células-tronco.

É muito doloroso para o paciente e sua família se deparar com uma doença incurável. É também sofrido para o médico acompanhar seu paciente desde os primeiros sintomas, explicar o diagnóstico, a luta para que o tratamento possa pelo menos frear a evolução, vê-lo caindo, depois na cadeira de rodas, as pneumonias, a cardiopatia, sem ter muitas vezes nada mais a oferecer. Ou, pelo menos a esperança da esperança. É isto que hoje, significam estas pesquisas com células-tronco, que esta esperança possa ser baseada em uma evidência científica. Não queremos clonagem de humanos por aventura, vaidade ou comércio. Queremos uma pesquisa honesta com fins exclusivamente terapêuticos. Se Deus permitiu que a ciência chegasse a este estágio, é para que cumpra os mais elevados fins de sua missão.”


Um comentário:

Moema disse...

Regina, obrigada por textos tão esclarecedores... por ter o conforto de saber que a luta não vai parar jamais... por haver pessoas como vc, que se preocupam com os outros. Uma das maiores forças que existe é a materialização da palavra... é a divulgação de notícias, da verdade. Esclarecer o que nos parece misterioso... e o mistério parace tornar tudo impossível! Todos os dias eu espero uma luz... uma invenção nova... uma descoberta que "ressussite" a vida para que possa ser toda e digna... Como li no livro "o escafandro e a borboleta".... "estar encerrado dentro de si é uma das mais medonhas das prisões"... e nós aqui de fora... não podemos abrir a porta....
Obrigada por seu trabalho... ele fortalece a gente!